Digite aqui o que você está procurando...

canal MPF

Canal / Nova Campinas

O SHOW DO COMÉRCIO

Extra Online - TV e Lazer

TV iG: Vídeos de notícias, futebol, lutas, clipes, moda e trailers

5 de mai de 2015

Especial / Wanderléa

BIOGRAFIA DE WANDERLÉA, PARA O MUSEU DA TELEVISÃO BRASILEIRA
Wanderléa nasceu na cidade de Governador Valadares, Minas Gerais, em 5 de maio de 1946.

Menina alegre e feliz, seu nome é Wanderléa Charlup Boere Salim. Simplificou o nome, quando apareceu na TV Record e, ao lado de Roberto Carlos e Erasmo Carlos, cantava e ajudava a apresentar o programa: "Jovem Guarda". Esse programa foi um enorme sucesso, e ele lhe rendeu louros até hoje. Foi o carro chefe do movimento da música jovem de 1965. Acontecia nas tardes de domingo, e era visto por todo mundo. A esse programa compareciam todos os cantores desse gênero de música e todos ficaram famosos, ou mais ou menos. Wanderléa brilhou.

Moça bonita, de boa altura, corpo bem feito, olhos verdes e cabelos castanho-alourado, cantava e dançava, com trejeitos todos seus. Em verdade, a moça foi criada no Rio de Janeiro, para onde a família se mudou, quando ela estava com 9 anos. Iniciou então sua carreira artística cantando em programas infantis: Clube do Guri e Vovô Odilon, nas emissoras Mayrink Veiga e Tupi. E logo depois ganhou o título da Mais Bela Voz Infantil, que lhe foi conferido pela TV Rio.
Em 1959, ainda menina, gravou um disco em 78 rpm, com uma canção em inglês e uma em português. O disco foi bem aceito e ela gravou logo outro, com as músicas: "Quero amar", e "Ao nascer do Sol'. Estava aberto o caminho de Wanderléa e ela gravou seu primeiro LP. Foi quando a cantora conheceu Roberto Carlos e passou a integrar o grupo liderado por ele, que foi lançado em 1965. A popularidade dela foi instantânea. Ganhou o apelido de Ternurinha. Gravou os sucessos: "Pare o Casamento"; "Ternura"; "Tempo de Amor"; "Prova de Amor". Em 1968 apareceu nos filmes: "Juventude e Ternura"; e "Roberto Carlos e o Diamante Cor de Rosa".
Em 1973 fez o show "Wanderléa Maravilhosa", no Teatro João Caetano, no Rio de Janeiro. E então gravou um LP com o mesmo nome. Em 1975 apresentou o show "Feito Gente", no Teatro Teresa Raquel, que resultou num outro LP homônimo. Na década de 90 fez um show, um revival da época Jovem Guarda.

Além disso, que aqui está relatado, Wanderléa foi atriz e gravou trilhas sonoras de novelas. Seu nome é inesquecível e todos ainda a chamam de Ternurinha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores